quarta-feira, julho 14, 2010

os sonhos



esse aspecto da nossa vida que nos leva mais além... crescem depressa e constroem-se devagar. um passo de cada vez, passos pequenos, passos grandes, por vezes! construindo os sonhos




quarta-feira, junho 02, 2010

vidas diferentes



como pensarão eles, o que pensarão destes animais que caminham em duas patas?

sei que eles nos entendem perfeitamente e ficam bastante irritados quando comunicam connosco e não os entendemos. as zangas são recíprocas, mas aquele olhar e uma das suas melhores adaptações (ron-ron) fazem-nos baixar a guarda e deixamo-nos levar por aquele som

sonhos... devaneios... possíveis realidades

um destes dias ocorreu-me um sonho do qual me recordo vivamente. as imagens permanecem como se tivesse sido realidade (quem sabe, talvez num universo alternativo)
nesse sonho sonhado ia de viagem numa carrinha VW westfalia refrigerada a ar, cujos donos eram um jovem casal de ingleses em procura de tradições ancestrais. viajava no banco de trás, a observar a paisagem, enquanto os caminhos nos levavam a terras do norte de Espanha, tentando chegar a uma terra em específico, semelhantes às pequenas terras portuguesas de Trás-os-Montes. nessa terra iriamos observar uma tradição especial
consistia em enviar os bebés com cerca de um mês, gentil e docemente agarrados a pequenos vitelos, agarrados pelas barrigas, "obrigando-os" a descer uma encosta aos rebolões. tal situação era perfeitamente norma (e não se tratasse de uma tradição). não havia qualquer incoveniente para os bebés, não sofriam traumas. no final, as mães, de olhos bem abertos e enternecidos, agarravam os seus rebentos, deliciadas por estes terrem passado por esta tradição. e os bebés estavam contentes e a rir
o mesmo não vos sei dizer dos vitelos, porque o despertador tocou e tive que realizar as actividades deste universo, aparentemente a realidade para nós...

quinta-feira, abril 16, 2009

interrupção

os meses seguem certos, embora no seguinte ano

terça-feira, janeiro 20, 2009

acordares

os despertares são diferentes, na hora, no local, na disposição matinal (ou vespertina). acordar enquanto estamos em viagem é deveras significativo. conscientes de que existe algo novo para preencher os olhos e a alma


à noite, cansados de tantas emoções, de tantos veres, das cores, dos cheiros e dos barulhos, esticamo-nos e o sono chega rapidamente


terça-feira, janeiro 06, 2009

terça-feira, dezembro 30, 2008

os amiguinhos da Janota



o problema é que anda por aí muito "adulto" armado em parvo e roubam estes amiguinhos

going down the hill

ligar a moto, vestir blusão, colocar tampões de ouvido, capacete apertado, luvas na mão e aí vamos nós. unos pelas estradas de Portugal, pneumilhando kms, riscando mais umas estradas no mapa. observar os outros animais e a natureza que ainda resta. sentir a linha branca bem perto dos olhos nas curvas mais apertadas e folgar quando se pode... e a perpetuação das recordações aparece lá pelo meio


quinta-feira, setembro 25, 2008